O líder na panela de pressão

Mas que autocontrole, precisa sustentar uma pressão saudável sobre o seu time

Quem nunca ouviu falar em válvula de segurança válvula de escape? Todos e cada um dos equipamentos que trabalham em subida pressão devem possuir uma válvula que regula a liberação do vapor, para evitar que um extensa estrago aconteça a pressão máxima for alcançada.

Um muito fácil desse mecanismo é a panela de pressão, inventada pelo físico gálico Denis Papin. Em 1861, este publicou uma descrição do equipamento que batizou como “digestor”. Na estação, Papin demonstrou que o seu invento reduzia ossos a gelatina comestível, em frente a uma platéia curiosa de cientistas da Royal Society.

Depois essa invenção, o digestor começou a ser empregado para varias finalidades além das trabalhos domésticas que conhecemos. Seja para esterilizar melhor o material cirúrgico nos hospitais, seja para cozer polpa de madeira soltar suas fibras na indústria de papel, seja para varar o maior número de bactérias prometer a melhor preservação dos víveres nas fábricas de conservas, o digestor é verdadeiramente um sucesso!

Porém finalmente, o que vamos poder aprender com isso? O que faz um digestor ou panela de pressão? Como o líder deve se aproveitar desses conhecimentos?

Em primeiro lugar, você sabia que, ao nível do mar num recipiente cândido, a agua ferve a 100º C? Sabia que, uma vez alcançada essa temperatura, aumentar a serve unicamente para desperdiçar o gás evolar a agua mas rápido? Sabia que, uma vez que a agua já está fervendo, a temperatura permanece metódico em 100º C??!

Quer dizer, não importa quanto tempo isso ligeiro nem a quantidade de gás “investida”, o que estiver dentro da agua levará constantemente o mesmo tempo para cozinhar.

Entretanto, Papin descobriu que em um recipiente fechado como o digestor, é provável guardar o calor aumentar a pressão, pois a temperatura deve chegar até 120º C. Com isso, a músculos, batata, feijoeiro ou outro maná cozinham bastante mas depressa!

Traduzindo isso para o envolvente corporativo, faz sentido imaginar que alguma “pressão” deve fazer uma equipe vencer mas que a “fervura” normal? Pense muito: não é verdade que, em situações extremas, você demonstra mas atenção, objetividade desempenho que no trabalho frequente de todos e cada um dos dias? O que faz um desportista extrair o maximo de sua capacidade física mental em competições essenciais como olimpíadas ou mundiais?! Um artista experimentado costuma fazer suas melhores apresentações para 10, 500 ou 100.000 pessoas?

Repare que a pressão se manifesta de diversas formas não deve ser absolutamente ruim. No caso da agua, é unicamente a limitação do espaço a concentração de vapor que aumentam sua temperatura. Semelhantemente, a pressão que você deve praticar sobre a sua equipe também deve ser positiva excitante.

Não é preciso utilizar de ameaças de incisão, competitividade desleal, vigilância exagerada, rigidez de horários um envolvente de trabalho repugnante para comandar o seu time a uma vitória. Pelo contrário, as vitórias serão mas freqüentes se você desenvolver outras formas de pressão mas saudáveis, com motivação, reconhecimento resultados.

Ser líder é descobrir extrair o maximo de qualquer integrante da equipe. É descobrir identificar pontos fracos desses integrantes aprimorá-los a qualquer dia. É prometer as condições o incentivo necessário com finalidade de qualquer comparte desempenhe o seu papel da melhor forma provável, por intermédio de um dedicação contínuo a procura da superioridade.

Nenhuma equipe solta produzirá tanto quanto uma equipe liderada motivada diariamente, com metas específicas o olhar atilado de um treinador. Entretanto, elogios são mas essencial que as críticas. Prêmios são melhores que castigos!

O líder deve deve “pressionar” sua equipe a se movimentar, porém absolutamente ninguém gosta de críticas castigos. A pressão precisa ser positiva. A humanidade devem superar seus limites dia depois dia, em qualquer pormenor do seu desempenho. Um resultado igual ao do dia anterior não traduz a premência de melhoria contínua, exigida em um mercado competidor em estável transformação. É preciso instigar provocar a instabilidade positiva. deve permanecer parado no mesmo lugar, estacionado ou esquecido.

Não estamos falando de vigilância, ordens desmandos de um dirigente. Estamos falando de fomento motivação permanentes, quando a humanidade buscam o mesmo resultado coletivo.

Entretanto, é necessário que o líder compreenda o seu papel de “tampa” nessa panela de pressão. É este quem regula o espaço a concentração de vapor dentro da panela, com a finalidade de sustentar o desempenho da sua equipe em estado da arte, a 120º C. É este quem controla a válvula, garantindo um respiro continuamente que necessário, as condições dentro da panela forem adversas ou extremas.

Semelhantemente que o pino da válvula sobe libera o calor a pressão dentro da panela alcança o limite, o líder precisa valorizar o sota, organizar informações sociais de integração descontrair sua equipe constantemente que provável. Oferecer exercício, cursos, passeios, palestras, atividades esportivas culturais são boas formas de respiro que fazem muito à equipe promovem a união de a humanidade.

A comemoração ostensiva de qualquer vitória também serve como respiro fomento simultaneamente. Toque a sirena, roupão um sino ou ancoradouro champagnes constantemente que uma meta essencial for alcançada. Faça com que toda gente saibam do progresso coletivo se contagiem desse astral para darem perpetuidade ao bom trabalho.

O líder precisa distinguir como funciona uma panela de pressão para extrair o maximo de sua equipe com segurança. Só de forma este poderá praticar direito o seu papel de tampa válvula, continuamente que necessário.

Se a panela não gozar tampa ou ela estiver pouco vedada, a temperatura da agua sua equipe ficarão em 100º C. Também, se a vedação da tampa estiver correta, porém a válvula não funcionar conforme, a panela de pressão estoura compromete os resultados, queimando toda gente a sua viravolta.

Por consequência, é necessário que o líder esteja continuamente bastante atilado à temperatura da agua, deduzindo que 100º é pouco 120º C é o maximo que a sua equipe deve obter. Se a coisa solta, terá resultados medianos fracos em relação à concorrência. Se restringir demais, toda gente correrão um risco acessório.

Lembre-se: o excesso de calor produzirá somente a evaporação mas rápida da agua.

Se a equipe estiver acomodada demais ou encetar a debandar, reflita sobre a tampa a válvula que possui sido até aqui mude o quanto de antemão.

Por fim, quanto melhor for a sua panela, melhor serão as batatas!

Sergio Buaiz .::. sergio@grito.com.br

Sergio Buaiz é publicitário, jornalista, consultor conferencista. Responsável do livro “Marketing de Rede – A Fórmula da Liderança”, é membro do Parecer Editoral da Publicação VENCER!, Legado da Universidade do Sucesso Diretor de Projetos da Comunidade BeFriends.

Contato: http://rede.buaiz.com

Deixe uma resposta